Contributors

Blog Archive

Other

Listed on BlogShares

Add This

AddThis Social Bookmark Button

08 November 2004

50 Jornalists to be tried for revealing details of the Case "Casa Pia"

IMPRENSA ESTÁ DEBAIXO DE FOGO
Casa Pia: mais de 50 jornalistas constituídos arguidos


Numa iniciativa sem precedentes em Portugal, o Ministério Público (MP) está a ouvir mais de meia centena de jornalistas de praticamente todos os grandes órgãos de Comunicação Social nacionais. Para já são 53 profissionais – distribuídos por 11 redacções – que estão para ser ou já foram ouvidos pelo procurador-geral adjunto Domingos de Sá, todos pelo mesmo motivo: alegada violação do segredo de Justiça devido às notícias que assinaram sobre o processo Casa Pia.

O CM soube ainda que MP alega que a investigação do caso de pedofilia foi prejudicada com a cobertura noticiosa e pondera pedir indemnizações aos órgãos de Comunicação Social, numa atitude também sem precedentes. Não começou agora o processo do MP para apurar o desrespeito pelo segredo de Justiça junto da Imprensa portuguesa, e tentar assim pressionar os jornalistas a revelarem as suas fontes quebrando o sigilo profissional. No início do ano o procurador-geral da República, Souto Moura, chamou Domingos de Sá do Tribunal de Trabalho da Maia para o Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Lisboa, especificamente para o inspector encabeçar o processo

(www.correiomanha.pt)

The jornalists seem to have a huge bulls-eye pasted to their backs. Should Jornalists be forced to reveal their sources when a crime has been comitted, or when their sources have comitted crimes by revealing information?

UM PROCESSO SUMÁRIO

Durante muito tempo não se investigou e não se quis investigar dentro de casa, logo, torna-se mais fácil fazer uma investigação se o emissário final por punido”, o que leva à existência de um cenário novo “já que antes assobiava-se para o lado”. A explicação é de Carlos Pinto de Abreu, presidente da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados (CDHOA), questionado sobre a responsabilização dos jornalistas pela publicação de informações fornecidas por terceiros.

(www.correiomanha.pt)

No comments: